Antonio Garcia Moya, um arquiteto da Semana de 22 : parte 2

A gente escreve o que ouve – nunca o que houve.

A gente escreve o que ouve – nunca o que houve.

Fonte: “Serafim Ponte Grande”, Oswald de Andrade, 1926.

http://wordsofleisure.com/2013/05/10/frase-do-dia-oswald-de-andrade-e-o-que-a-gente-escreve

Anúncios
Marcar como favorito o link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s